Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Beneficiários do Bolsa Família tem direito ao ProJovem Adolescente

As famílias que são beneficiárias do Bolsa Família e tem jovens entre 15 e 17 anos podem participar do ProJovem Adolescente. O ProJovem Adolescente é aceito por 116 municípios paulistas.

Como fazer a sua inscrição no Bolsa Família

A Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social juntamente com o Governo de São Paulo, informa que o ProJovem Adolescente, que é um programa social e educacional do Governo, está em 116 municípios paulistas. O Objetivo é atender 8.775 jovens de 15 a 17 anos, que pertencem a famílias beneficiadas pelo Bolsa Família.

projovem_urbano

Como Funciona o ProJovem Adolescente

Conforme regras do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS, são elegíveis ao ProJovem municípios que estejam habilitados nos níveis de gestão básica. Além disso, devem estar no Sistema Único de Assistência Social – Suas, e possuam Centro de Referência de Assistência Social – Cras em funcionamento e apresentem demanda mínima de 40 jovens.

As adesões são feitas pelas próprias prefeituras diretamente no sistema do MDS. Cabe à Secretaria Estadual de Assistência e Desenvovimento Social – Seads coordenar, monitorar e supervisionar a gestão do programa nos municípios paulistas.

Desde a instituição do ProJovem Adolescente, em 2008, o Governo de São Paulo promoveu capacitações, incluindo 15 regionais para orientar as prefeituras na execução do programa. Ao todo, 299 cidades foram capacitadas.

O secretário estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, Luiz Carlos Delben Leite, explicou que a Seads criou, inclusive, um grupo de discussão e orientação online para que os municípios recebam as informações rapidamente e tirem suas dúvidas sobre o ProJovem Adolescente.

“Temos cumprido nossa responsabilidade enquanto coordenadores do programa federal em São Paulo. Fizemos todo o esforço para que o maior número possível de municípios aderisse ao benefício”.

Quem pode participar do Projovem Adolescente

ação-jovemBeneficia jovens de 15 a 17 anos pertencentes a famílias beneficiários do Programa Bolsa Família, que recebem o Benefício Variável Jovem – BVJ de R$33,00.

Os jovens são organizados em coletivos de 20 a 25 jovens, excepcionalmente até 30, que participam das mesmas atividades desenvolvidas em horários compatíveis com a frequência à escola. A carga horária é de 1200 horas, distribuídas em dois ciclos anuais, com 12,5 horas semanais. Cada coletivo é acompanhado por um profissional com função de orientador social.

Conheça também o Ação Jovem para o Estado de São Paulo

O Estado de São Paulo possui também um programa próprio para atender jovens de baixa renda. O Ação Jovem beneficia atualmente cerca de 90 mil jovens de 15 a 24 anos, com renda familiar de até meio salário mínimo per capita e que estejam estudando.

Além de oferecer uma bolsa-auxílio mensal de R$ 60,00 por mês para cada beneficiário, o programa permite que os jovens tenham acesso a atividades gratuitas oferecidas pelo Sesc-SP e pelo Senac-SP.

“Acredito até que alguns municípios deixam de aderir ao ProJovem Adolescente porque atendem toda a sua demanda com as vagas oferecidas no Ação Jovem“, explicou o secretário Delben Leite.

 

Follow by Email
Facebook
Google+
https://www.inscricoesonline.org/servico-social/beneficiarios-do-bolsa-familia-tem-direito-ao-projovem-adolescente/
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *